Mais três municípios do Norte Pioneiro do Estado receberão o Programa Permanente de Esterilização de Cães e Gatos – CastraPet Paraná. A expectativa é de atender 463 animais até o final deste mês. A ação é promovida pela Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), em parceria com os municípios, que fazem o cadastro das famílias beneficiadas.

As cidades que recebem o programa são Nova América da Colina (dias 19 e 20), Cornélio Procópio (22 a 25) e Bandeirantes (27 e 28). No último final de semana, cerca de 116 animais foram atendidos no município de Primeiro de Maio.

O secretário Márcio Nunes ressalta que é um programa de saúde única, com a promoção da saúde animal, humana e do meio ambiente. “Muitas doenças são provenientes da convivência do homem com o animal e a esterilização é uma maneira de garantir a saúde e o bem-estar animal e do ser humano”, disse.

O procedimento é gratuito para as famílias cadastradas no programa. O objetivo é atender pessoas de baixa renda e instituições que acolhem animais em situações de vulnerabilidade.

Este é o segundo ciclo do programa, que contempla 80 municípios, com investimentos de R$ 2,5 milhões, provenientes de emendas parlamentares. Até o momento, mais de 6.800 animais em 44 municípios já foram atendidos pelos veterinários do CastraPet. No primeiro ciclo, 15 mil animais passaram pela esterilização em 45 municípios, com recursos da ordem de R$ 2,4 milhões.

As esterilizações são realizadas dentro do castramóvel, veículo equipado com centro cirúrgico, sala de recuperação, sala de preparo, autoclave, aparelhos de anestesia, monitor multiparamétrico, entre outros. Após as cirurgias as famílias recebem gratuitamente o medicamento para a recuperação dos pets, além de um microchip eletrônico de identificação do animal.

ORIENTAÇÕES Ao levar o pet para a cirurgia o tutor recebe orientações pós-cirúrgicas e sobre cuidados necessários, remédios para a recuperação do animal, como antibióticos, entre outras. Para o procedimento, os animais devem estar em jejum absoluto (comida e água) de oito horas. Isso é fundamental para que a esterilização aconteça com segurança, assim como a recuperação da anestesia. Fonte: Aenpr / Foto: Sedest.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui