Os números do Novo Caged (Cadatro Geral de Empregados e Desempregados) mostram que Wenceslau Braz teve, mesmo em meio a tantas dificuldades, um resultado superior à média do Estado e uma das melhores saldos da região. As informações mostram a força da economia brazenses, que em uma fase complicadíssima consegue praticamente manter o saldo de geração de empregos. A atualização foi divulgada nesta semana pelo Ministério da Economia.

De acordo com os dados, disponibilizados no portal do Novo Caged, Wenceslau Braz teve em maio uma leva variação negativa de seis postos de emprego, com 59 admissões e 65 desligamentos durante o mês, após ter aumento na geração de emprego em 2019 e nos primeiros meses de 2020.

Com a forte crise econômica instalada em todo Brasil muito em virtude das restrições causadas pela pandemia de Covid-19, grande parte dos 5 mil municípios brasileiros teve balanço negativo. O Paraná, para se ter ideia, perdeu mais de 23 mil postos de empregos formais em maio, mesmo sendo um Estado com economia estabelecida e um dos últimos a ser afetados pela doença.

Os números no mínimo razoáveis de Wenceslau Braz muito se dão em parte por ações do poder público que, entre outros, antecipou parcela do 13º salário dos servidores e tem buscado forma de amenizar os impactos negativos que recaem especialmente sobre o comércio não essencial. Fonte: Assessoria / Foto: Divulgação PMWB.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui