O Paraná é o estado com mais adesões ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan). Das 50 novas adesões formalizadas no dia 10 de julho, 34 são de municípios do Paraná, conforme informações da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan). Dessa forma, o Estado mantém o destaque com 160 municípios, o que corresponde, aproximadamente, a 40% das adesões ao Sisan em todo o território nacional.

A Caisan Caisan Paraná, coordenada pela Secretaria da Agricultura e Abastecimento, analisa, outros 40 processos de solicitação de adesão. Assim, até o final de 2020, possivelmente o Paraná tenha 200 integrados ao Sisan, ou seja, mais da metade dos municípios do Estado.

PREFERÊNCIA – O secretário executivo do Conselho Nacional de Segurança Alimentar (Consea) no Paraná, Valdenir Veloso Neto, explica que o município que adere ao Sisan tem preferência na destinação de recursos do Governo do Estado e do governo federal. Os municípios paranaenses com a adesão concluída pontuam mais para receber recursos para a construção de cozinhas ou panificadoras comunitárias, hortas comunitárias, central de recebimento de produtos da agricultura familiar, sacolões ou feiras livres.

De acordo com Veloso Neto, o Paraná lidera as adesões pelo amplo trabalho de mobilização feito nos últimos anos e pela estrutura da Secretaria da Agricultura no Interior. “Em cada regional os funcionários dos núcleos da Secretaria e os conselheiros do Consea que atuam na regional esclarecem as prefeituras sobre a importância na adesão”, explicou.

Para a Presidente do Consea Paraná, Roseli Pittner, a adesão ao Sisan é um dos caminhos de promover a cidadania. “Entendemos que possibilita o direito humano à alimentação adequada e saudável, garantindo a dignidade a todos”, afirma Roseli. “É, ainda, uma forma de cada município fortalecer suas ações de segurança alimentar e nutricional, melhorar as práticas alimentares, saudáveis,  respeitando a diversidade cultural e social e melhorando a economia através de políticas públicas direcionadas”, afirma. Fonte: Assessoria PMJ / Foto: SEAB.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui