A Prefeitura de Jaguariaíva tem vários investimentos no sentido de manter a cidade limpa e dá alternativas diferentes para o descarte correto do lixo. A maioria dos munícipes faz o descarte correto, contudo, como em outras cidades, a destinação irregular ainda ocorre, tanto na cidade como na zona rural.

Além da coleta normal de detritos domiciliares, com reconhecimento regional, o município mantém o Programa Feira Verde, que possibilita a troca de recicláveis por frutas, verduras e legumes. A SAMA (Secretaria Municipal de Meio Ambiente) funciona como ponto de recolhimento e destinação correta de materiais que não devem, ser descartados no lixo comum, como pilhas, lâmpadas, remédios vencidos, embalagens de veneno, entre outros.

Existe ainda em Jaguariaíva a alternativa do cidadão levar seu entulho ou lixo diretamente no Aterro Sanitário Municipal, às margens da PR-151. O aterro é um dos únicos da região e no local funciona uma usina de reciclagem, que inclusive é fonte de renda para várias famílias.

Nos bairros rurais foram colocadas ano passado, em parceria com a empresa Sengés Papel, lixeiras para depósito correto dos resíduos pelos moradores. Na cidade, na saída para os bairros rurais, há caçambas para que a população faça o descarte correto.

Em alguns pontos de armazenamento temporário, como nas proximidades dessas caçambas, é possível observar que o lixo, entre eles restos de móveis, eletrônicos, carrinho de bebê, pneus velhos, roupas e embalagens, em vez de ser colocado dentro da caçamba, foi jogado no entorno, em contato com o solo.

O lixo destinado de forma errada, aém de causar péssima aparência e mau cheiro, atrai insetos e vetores como o Aedes aegypti, o mosquito da dengue.

Outras consequências são as obstruções que podem levar ao retorno do esgoto e extravasamento nas vias públicas e ainda a poluição dos rios.  Vale lembrar que conforme lei federal 9.605/1998, que regulamenta crimes ambientais, quem for flagrado em atos de poluição pode ser penalizado pelos órgãos competentes com multa e até prisão.

A prefeitura solicita a todos que façam a sua parte para eliminar o lixo jogado no lugar errado.  “Pedimos às pessoas que evitem jogar lixo nas ruas e em terrenos baldios e que nos deêm apoio na separação dos resíduos para a coleta e troca no Programa Feira Verde. Assim deixaremos nossa cidade cada vez mais limpa”, destaca o diretor de Departamento de Meio Ambiente da SAMA, Leonardo Von Linsingen. Fonte: Assessoria / Foto: Divulgação PMJ.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui