O escorpião amarelo (Tityus serrulatus) é uma espécie que se reproduz por partenogênese. Só existem fêmeas, e todo indivíduo adulto pode parir sem a necessidade de acasalamento, fenômeno que facilita sua dispersão.

Cada fêmea pode ter 160 filhotes ao longo da vida, em média dois partos por ano, cada um com aproximadamente 20 filhotes. A formula mais simples de afastar a possibilidade de acidentes com escorpiões é evitar que se proliferem nas residências e áreas urbanas.

A Secretaria Municipal de Saúde orienta a população sobre os cuidados que devem ser tomados para coibir que a população desses animais sinantrópicos cresça. As principais medidas são simples, organizar o quintal e terrenos baldios mantê-lo limpo sem presença de resto de comida, folhas, lixo, restos de entulhos e sobras de construção devem ser removidos. Fonte: Assessoria / Foto ilustrativa: Sesa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui