O município de Jacarezinho segue com a intenção de adquirir vacinas com recursos próprios via Cisnorpi (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro) mesmo após o veto da Anvisa ao imunizante Sputnik V.

O objetivo da gestão é acelerar o processo de imunização, garantindo mais doses de forma mais ágil e proporcionando que mais faixas etárias sejam vacinadas rapidamente.

A ideia inicial era a aquisição de 22.700 doses da Sputnik, porém a Anvisa barrou a chegada da vacina russa ao Brasil. Entretanto, o Cisnorpi deve abrir negociação já nos próximos dias com outro laboratório.

“Temos um plano B e já estamos nos movimentando nesse sentido. Nossos esforços são os máximos para conseguir vacinar o quanto antes o maior número de pessoas possível. Estamos dispostos a investir e temos esperança de conseguir acelerar o processo de vacinação em Jacarezinho”, avalia o prefeito Marcelo Palhares, que também é presidente do Cisnorpi.

É importante destacar que a negociação com a Sputnik V, apesar de frustrada, não gerou nenhum prejuízo financeiro aos cofres públicos, uma vez que só haveria pagamento mediante a entrega das doses.

Independente disso, Jacarezinho segue como o município da região que mais doses aplicou da vacina contra a Covid-19. Até o momento foram 7.289 primeiras doses e outras 4.727 segundas doses aplicadas pelas equipes da secretaria municipal de Saúde. Fonte: Assessoria / Foto: PMJ.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui