No início da gestão Beto Preto, o número de lixeiras existentes em Apucarana era bem reduzido, somando em torno de 200. A partir de então, o Município iniciou um processo de substituição por um novo padrão e de instalação em locais onde este dispositivo não existia. O trabalho de ampliação está na quinta etapa e atualmente já existem mais de mil lixeiras, espalhadas pela área central, parques, praças, bairros e distritos.

O prefeito de Apucarana, Junior da Femac, afirma que nesta semana foi iniciada mais uma etapa, com a instalação de 77 novas lixeiras. “É um trabalho contínuo, com o objetivo de deixar as ruas e parques mais limpos e adequados para a circulação de pessoas. Por isso, já está em andamento o processo de aquisição de mais 300 unidades visando a próxima etapa”, salienta Junior da Femac.

As lixeiras seguem o novo padrão do equipamento aprovado pelo Instituto de Desenvolvimento, Pesquisa e Planejamento (Idepplan). “São maiores que as antigas, possuindo 60 cm de altura e 42 cm de diâmetro. São de ferro e contam com um suporte interno removível, facilitando o manuseio da coleta do lixo”, detalha Carlos Mendes, superintendente do Idepplan.

De acordo com ele, as lixeiras antigas estão sendo gradativamente substituídas e, ao mesmo tempo, novas estão sendo instaladas em locais onde o dispositivo não existia. “É o caso do Distrito do Pirapó, onde instalamos lixeiras na capela mortuária, no cemitério e na sub-prefeitura. Já no entorno do Lago Jaboti, o trabalho está concentrado na substituição de 14 equipamentos”, pontua Mendes.

O superintendente do Idepplan acrescenta que nos bairros a Prefeitura está instalando as lixeiras junto a prédios públicos, como escolas, unidades de saúde e centros da assistência social. “Também as praças que estão sendo revitalizadas nos bairros estão recebendo os novos equipamentos”, completa.

Nesta etapa, também serão atendidos pontos nas praças Rui Barbosa e Interventor Manoel Ribas (Redondo). “Já na área central, estamos trabalhando com a meta de que em cada quadra existam pelo menos oito lixeiras, de modo que as pessoas sempre tenham um equipamento por perto para colocar o lixo e não tenham a tentação de jogá-lo na rua”, reforça Mendes.

Fonte: Assessoria / Foto: Divulgação PMA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui