Apesar de todos os esforços da Prefeitura de Londrina para vacinar o maior número de crianças contra a poliomielite, doença também conhecida como paralisia infantil, a cidade tem registrado baixa adesão à Campanha de Vacinação que está em curso. No último sábado (7), a Secretaria Municipal de Saúde abriu diversas unidades escolares municipais para ofertar a dose da Vacina Oral Poliomielite (VOP). A intenção era possibilitar para os pais, que trabalham durante a semana, a oportunidade de levar seus filhos para receberem a dose no final de semana.

Mesmo assim, a adesão foi baixa, pois foram aplicadas apenas 1.107 doses no sábado, em crianças de 12 meses a menores de 5 anos, público-alvo da campanha. No mesmo dia, também foram avaliadas 544 carteiras de vacinação e aplicadas outras 56 vacinas. Até o momento, foram aplicadas 12.074 doses. A meta estabelecida  é de 26.264, o que representa 45,97% de cobertura completa até agora. O objetivo é vacinar 95% do público-alvo.

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, atribuiu a baixa adesão à falta de conscientização das pessoas sobre a importância da vacinação. Segundo ele, mesmo com o advento da pandemia, a Prefeitura tem buscado alternativas e estratégias para manter uma vacinação segura, como aconteceu no último no sábado, nas sedes das escolas, que têm espaços amplos, abertos e arejados.  “Devido ao Coronavírus, colocamos uma equipe reforçada, para evitar filas e aglomeração, em todas as regiões da cidade. Mas, mesmo assim, não houve boa adesão por parte dos pais e responsáveis. Vamos continuar com as ações, buscando atingir nossa meta”, afirmou.

A Campanha de Vacinação prossegue, em todo o Paraná, até que os estoques da vacina cheguem ao fim ou até que a cobertura vacinal atinja a meta estipulada de 95%. Em Londrina, com exceção das UBSs respiratórias (do Jardim Guanabara/Centro, Bandeirantes/Oeste, Ouro Branco/Sul, Chefe Newton e Maria Cecília/Norte e Vila Ricardo/Leste), as demais unidades estão participando da campanha.

Pais e responsáveis podem realizar o agendamento de horário, via telefone, a fim de evitar possíveis aglomerações. A lista completa das UBSs, com seus endereços e telefones, está disponível no Portal da Prefeitura. Fonte: Assessoria / Foto ilustrativa: Venilton Kuchler/Arquivo SESA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui