Os alunos das escolas municipais de Apucarana destacaram-se mais uma vez em uma competição nacional de conhecimentos. Apesar das aulas presenciais estarem suspensas devido à pandemia de Covid-19, as crianças apucaranenses conquistaram 896 medalhas na 23ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), que representam quase 40% de toda a premiação obtida pelas cidades paranaenses. Foram 330 medalhas de ouro, 274 de prata e 294 de bronze.

A OBA é promovida anualmente pela Sociedade Brasileira de Astronomia, em parceria com a Agência Espacial Brasileira. O objetivo é fomentar o interesse das crianças e jovens pela Astronomia, Astronáutica e ciências afins. Em 2020, estudantes de 5.190 escolas brasileiras submeteram-se à prova, que foi realizada pela internet.

O prefeito Junior da Femac parabenizou os professores e alunos pelo excelente desempenho no concurso. “Em um ano atípico como o que estamos vivendo, a conquista de quase novecentas medalhas em uma competição nacional de conhecimentos é motivo de muita alegria e comemoração. O resultado atesta a qualidade da educação que estamos ofertando nas escolas municipais de Apucarana,” disse.

A aluna Júlia Gabriele do Prado Borges, da 4ª série, da Escola Municipal Augusto Weiand, foi uma das apucaranenses que ganharam medalha de ouro na OBA. Ela diz que é muito gratificante poder participar da olimpíada, aprendendo novos conhecimentos sobre astronomia e astronáutica. Sua mãe Alessandra do Prado Borges se manifesta orgulhosa pelo resultado obtido por Júlia Gabriele.

“Nós estamos fazendo tudo o que está ao nosso alcance para que os alunos não percam o vínculo com as escolas, nem o gosto pelos estudos neste período de pandemia. Aulas e atividades vêm sendo disponibilizadas diariamente aos estudantes através da plataforma Google Sala de Aula e de um canal aberto de TV. As famílias que não possuem acesso a esses meios podem ainda retirar os conteúdos impressos junto às escolas,” detalhou a secretária municipal de educação, Marli Fernandes. OBS: AS FOTOS DE ILUSTRAÇÃO SÃO DA PREMIAÇÃO DE 2019, POIS A PANDEMIA INVIABILIZOU A REALIZAÇÃO DA SOLENIDADE NESTE ANO. Fonte: Assessoria / Foto: Divulgação PMA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui