O Ministério Público do Paraná, por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Cornélio Procópio, no Norte Pioneiro do estado, ofereceu nesta última sexta-feira, 4 de setembro, denúncia criminal contra um homem pelo crime de racismo. O fato ocorreu em 18 de julho deste ano, quando o denunciado, ao chegar com seu veículo em um posto de combustíveis na PR-160, no município de Cornélio Procópio, se recusou a ser atendido por uma funcionária negra.

De acordo com a apuração do MPPR, que contou com análise de imagens de câmeras de segurança do local, o homem teria dito: “Eu não vou nessa bomba, vou na outra porque sou racista” – fala que foi, inclusive, reiterada. O autor do crime somente deixou o estabelecimento após ser atendido por outra funcionária (que não era negra). O crime de racismo está tipificado na Lei 7.716/1989 e tem pena prevista de um a três anos de detenção, além do pagamento de multa. Autos nº. 3943-75.2020.8.16.0075. Fonte: Assessoria MPPR / Foto ilustrativa: Marcello Casal Jr-Agência Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui