As Forças de Segurança de Arapongas apresentaram o Plano Municipal de Segurança Pública 2020 que visa estabelecer diretrizes da segurança e planejamento estratégico através da ampliação dos serviços integrados da Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Conselho Comunitário de Segurança, executando trabalhos preventivos e educativos que consistem, sobretudo, na diminuição dos índices de da criminalidade.

O secretário de Segurança Pública e Trânsito, Paulo Argati, reiterou a importância das aplicações dos serviços integrados ao longo dos três últimos anos, período em que resultou na diminuição de 40 a 50% na criminalidade em Arapongas, além de boas perspectivas para 2020. “Lançamos o plano em 2017 e desde então temos obtido resultados positivos, tendo o Plano Municipal de Segurança Pública de Arapongas reconhecimento em nível estadual. Em sua quarta edição, vamos manter fortemente a integração das forças de Segurança, enaltecendo projetos que já vêm dando certo”, disse Argati.

Ele mencionou também os investimentos feitos junto à Guarda Municipal, com aquisição de novos equipamentos, entre eles materiais de segurança e uniformes, recursos e serviços na área de trânsito, o que fortalece ainda mais a atuação de toda a corporação. No mesmo horário em que o Plano era apresentado na Prefeitura, por exemplo, houve um homicídio na Praça do Santuário Nossa Senhora Aparecida. A Guarda Municipal agiu rapidamente e prendeu o autor em flagrante.

OS NÚMEROS

O comandante da 7ª Companhia Independente de Polícia Militar (7ª CIPM), capitão Humberto Cavalcante, apresentou dados unificados das Forças de Segurança, através de estatísticas com comparativos dos anos 2018 e 2019. Conforme o relatório, nos últimos dois anos Arapongas registrou queda de 33,33% nas mortes em acidentes de trânsito (sendo 12 em 2018 contra 8 em 2019). Nas ocorrências de categoria roubo simples, 2018 apresentou 373 registros e 298 em 2019 – redução de 20,11%. Queda também em roubos ao comércio, onde foram registrados 45 em 2018 e 31 em 2019 – diminuição de 31,11%. Grande variação registrada também na apreensão de armas – 166,67% (27 em 2018 para 72 em 2019).

Nas ocorrências relacionadas a homicídios, o relatório fez um regaste de 2016 a 2019 (períodos anterior e posterior à implementação do plano). Durante todo o ano de 2016, foram registrados 21homicídios, 13 em 2017, sete em 2018 e oito em 2019. “Temos consciência de que uma morte por violência já seria demais, contudo vale levar em consideração a diminuição nesses casos ao longo dos anos. Tudo isso se deve ao trabalho árduo e integrado que temos feito. Aumentamos em 50% o policiamento nas ruas. Vamos implantar serviços educativos e campanhas nos pontos com maiores incidências de acidentes. Nada disso funcionaria sem a união das Forças de Segurança municipais, também contando com o apoio das Polícias Rodoviárias Estaduais e Federais. Temos a consciência de que dia-a-dia nos esforçamos para levar sensação de segurança a toda a população”, explicou o Capitão. Ele acrescentou ainda que mais seis viaturas para a PM estão sendo liberadas pelo Governo do Paraná por solicitação do prefeito Sérgio Onofre.

O prefeito reforçou o compromisso junto à segurança pública, prevalecendo a união de forças dos órgãos de Segurança, poderes municipais e sociedade civil. “A segurança é um todo e juntos temos condições de apresentar números ainda mais positivos. É claro que, em se tratando de segurança pública, muito precisa e dever ser feito, mas se pegarmos os dados, constatamos entre eles quedas nas mortes no trânsito, redução de 70% nas multas, crescimento de campanhas e ações educativas, diminuição de homicídios, entre outros pontos”, afirmou Onofre.

Segundo ele, o governador Ratinho Júnior deverá estar em Arapongas, no mês de março, para liberar, entre outras obras, a construção do Centro de Detenção Provisória (CDP), que visa desafogar a superlotação da cadeia pública do município. Com projeto já concluído e entregue à Secretaria de Segurança Pública do Paraná, o CDP já tem orçamento previsto para esse ano, com investimentos na casa de R$ 9,7 milhões. O trabalho de inclusão  dos recursos foi feito pelo deputado estadual Tiago Amaral, que faz parte da Comissão de Orçamento da Assembleia Legislativa.

Fonte: Comunicação / Foto: Divulgação PMA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui