A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) inicia a segunda etapa de vacinação contra a gripe, para novos grupos prioritários, incluindo pessoas com doenças crônicas não transmissíveis, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo, profissionais das forças de segurança e salvamento, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Já neste sábado (25), das 8 às 13 horas, haverá vacinação em 16 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), apenas para as pessoas com doenças crônicas não transmissíveis comprovadas e que fizerem agendamento prévio. No final da matéria, consta a lista das unidades/endereços. O agendamento iniciou na tarde desta última segunda-feira (20) e será feito apenas pela internet, na página inicial do portal da Prefeitura de Londrina www.londrina.pr.gov.br.

Segundo a diretora de Vigilância em Saúde, Sônia Fernandes, no ato da vacinação, o paciente terá que comprovar, por meio de receita médica válida, a doença que ele tem. A próxima ação de vacinação para os doentes crônicos está prevista para o dia 9 de maio, com abertura do agendamento no dia 4.

Para vacinar os caminhoneiros, a SMS vai agendar, junto a Policia Federal, uma blitz, ainda nesta semana, na rodovia. A Secretaria também vai entrar em contato com o Sindicato dos Caminhoneiros, para fazer uma ação de vacinação na sede do sindicato.

As forças de segurança e salvamento serão vacinadas em seus próprios quartéis, por isso não é preciso agendar. O mesmo ocorrerá com a população privada de liberdade, os motoristas de transporte coletivo e funcionários do sistema prisional, os quais serão imunizados em seus locais de atuação.

A campanha de vacinação para idosos ainda prossegue. Pessoas com 60 anos ou mais, que ainda não receberam a imunização, podem agendar a aplicação, também pelo Portal da Prefeitura de Londrina.

A Vacina Influenza Trivalente não protege contra o coronavírus, contudo é uma maneira de proteger contra doenças respiratórias, que podem favorecer o aparecimento de outras infecções. Ela garante a proteção contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no Hemisfério Sul, incluindo o H1N1.

Fonte: Assessoria PML / Foto: Jose Fernando Ogura

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui