O prefeito Marcelo Belinati e o presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Bruno Ubiratan, apresentaram, na manhã desta última sexta-feira, (15), os detalhes da licitação para construção da infraestrutura da Cidade Industrial de Londrina. O lote onde será instalado o primeiro condomínio industrial de Londrina fica no prolongamento da Avenida Saul Elkind (sentido Londrina-Cambé), a 3,6 km da PR-445 e BR-369, na região noroeste da cidade. O edital de concorrência (04/2020) para a implantação da infraestrutura já está em vigor e vai definir a empresa responsável pelas obras, que incluem serviços preliminares como terraplenagem, drenagem, pavimentação, serviços de urbanização, ensaios tecnológicos e complementares. A abertura dos envelopes será no próximo dia 28, quinta-feira, e o prazo para a execução das obras é de 18 meses a partir da ordem de serviço.

O condomínio da Cidade Industrial terá mais de 1.1 milhão de metros quadrados, o que representa 47 alqueires, incluindo áreas verdes e fundo de vale, que serão preservados. Para receber as indústrias e empresas que ali se instalarão, a Prefeitura de Londrina entregará os lotes com a infraestrutura completa. Será feita a pavimentação asfáltica de 82,5 mil metros quadrados, meio-fio e sarjetas, urbanização do espaço, colocação de placas para a comunicação visual e sinalização de trânsito, construção das redes de água e esgoto e de iluminação pública com luminárias de LED.

Além disso, o espaço será fechado com muro, guarita 24 horas e instalações de apoio como lanchonete e espaço para descanso. “Hoje é um dia histórico para Londrina. É um sonho que, desde 1995, estava sendo pensado e vai colocar nossa cidade em um outro patamar de desenvolvimento. São dois objetivos principais: um deles é atrair indústrias de fora para Londrina e o outro é valorizar o empresário da nossa cidade, que está precisando de um espaço para expandir seu negócio”, disse Marcelo.

Ao todo, o espaço terá 90 lotes medindo de 2 mil a 6 mil metros quadrados, que serão comercializados por meio de um processo licitatório. Entre as vantagens desses terrenos estão a localização, o subsídio financeiro da Prefeitura de Londrina para os empresários interessados, o fato de todos terem matrículas individualizadas e contarem com todas as liberações ambientais e governamentais requeridas pela legislação atual. Segundo o prefeito, até o momento,120 empresários já firmaram um protocolo de intenções com o Município demonstrando a vontade de se instalar na Cidade Industrial de Londrina.

Fonte: Assessoria PML / Foto: Divulgação PML

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui