O prefeito de Ibiporã, João Coloniezi, recebeu na manhã desta última segunda-feira (13), na Sala de Reuniões do Gabinete, um grupo de representantes do transporte escolar e de turismo para discutir o apoio do governo municipal durante o período de pandemia da Covid-19.

Segundo justificativa exposta no requerimento entregue ao prefeito, o setor de transporte escolar e turismo é um dos mais prejudicados pela epidemia, pois foi um dos primeiros a parar e, possivelmente, seja um dos últimos a retornar ao trabalho. “Sem uma perspectiva de retorno das atividades, os transportadores amargam saldos negativos, com possível alastramento para falência. Em Ibiporã, cerca de 40 pessoas vivem desta atividade, entre proprietários, motoristas e monitores”, informa Jordão Fernandes, proprietário de uma empresa de transporte escolar e universitário, e que trabalha há 28 anos no setor.

A categoria reivindica a criação de um plano emergencial ao setor, contemplando a isenção do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), da taxa de alvará e um salário emergencial para os motoristas e monitores de vans, enquanto não houver o retorno das aulas.

Atualizando os presentes à reunião sobre a situação financeira do município e as medidas de enfrentamento ao novo coronavírus tomadas pela Prefeitura, João Coloniezi informou que encaminhará o protocolo para manifestação setor de Tributação e a Procuradoria Jurídica do Município. “Somos solidários às dificuldades da categoria neste momento extremamente difícil. Estes profissionais são quase que autônomos, ou microempreendedores individuais (MEIs), e como eles há várias outras categorias nas mesmas dificuldades. Essa crise exige responsabilidade. A Prefeitura apoiará tudo o que for legal”, assegurou o prefeito. Fonte: Caroline Vicentini/NCS/PMI – Foto: Divulgação PMI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui