A Defesa Civil do Paraná entregou ao município de Ibiporã quase cinco toneladas de alimentos não perecíveis os quais serão distribuídos a famílias em situação de vulnerabilidade triadas pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

A doação decorre de um pedido de ajuda humanitária solicitado ao órgão pela coordenadoria da Defesa Civil de Ibiporã. O termo de autorização foi assinado no dia 9 de junho.

A entrega das 300 cestas básicas ocorreu na sede da Secretaria de Assistência Social e contou com as presenças do prefeito João Coloniezi, da secretária de Assistência Social, Lívia Suguihiro, do coordenador da Defesa Civil Municipal, Euller Gualberto, representantes do 3º Grupamento do Corpo de Bombeiros (Londrina e Ibiporã), e servidores das Secretarias de Assistência Social e Obras.

Gualberto ressaltou a importância da união de esforços a fim de minimizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus entre a população, principalmente os mais socialmente fragilizados. “Em nome da administração municipal, agradeço de coração a ajuda humanitária que nos foi concedida com a autorização do coordenador estadual da Defesa Civil, tenente coronel Fernando Raimundo Schünig. Também estendemos os nossos agradecimentos ao 3º GB, comandado pelo tenente coronel Wilson Oliveira Paulino, ao terceiro sargento Gonçalves, tenentes Filipi, Camilo, Moreto, e demais militares da corporação, pelo apoio logístico”, acrescentou o coordenador da Defesa Civil de Ibiporã.

Recentemente, a Defesa Civil Nacional reconheceu o estado de calamidade pública do município de Ibiporã por conta da pandemia da Covid-19. Com o reconhecimento, a cidade está apta a receber recursos federais e estaduais para combater o novo coronavírus. O município cumpriu todas as exigências contidas na Portaria 743/2020 publicada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional.

Pode-se definir como Estado de Calamidade Pública uma situação anormal provocada, por exemplo, por desastres ou doenças, que causem danos e prejuízos, e que impliquem no comprometimento da capacidade de resposta do poder público aos cidadãos e municípios. Fonte: Caroline Vicentini/NCS/PMI – Foto: Divulgação PMI 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui