Cornélio Procópio, no Norte Pioneiro do Paraná, é o primeiro município do Estado a receber o encontro do programa Descomplica Rural. Cerca de 400 pessoas acompanham na manhã desta última quinta-feira (5) o evento. O objetivo é esclarecer como a iniciativa vai desatar os nós do licenciamento ambiental no campo paranaense seguindo todos os critérios técnicos, jurídicos e ambientais que envolvem o tema. Além deste, outros oito eventos serão realizados no Estado nas próximas semanas, nos municípios de Londrina, Umuarama, Campo Mourão, Ponta Grossa, Guarapuava, Toledo, Maringá e Pato Branco. As datas e os links para fazer as inscrições para poder participar das próximas edições estão disponíveis neste link aqui.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette, citou que a segurança dos alimentos produzidos pelo Paraná fazem com que agroindústrias façam contratos futuros de vendas com países que pagam mais. Ele lembrou que essa é uma demonstração da importância de agilizar e desburocratizar a liberação de licenças ambientais, para que haja segurança a quem queira investir. “Obedecer as regras ambientais é uma questão de vida ou morte para a produção agrícola, a palavra de ordem hoje tem que ser a sustentabilidade”, disse. É preciso termos transparência com relação às leis ambientais e aumentar a produção dentro dos preceitos de sustentabilidade ambiental”, completou.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O secretário de Desenvolvimento Sustentável, Márcio Nunes, enfatizou que a série de encontros não é um evento político, mas sim técnico. “Temos que falar com quem realmente faz as coisas acontecerem. É aquele que sobe na plantadeira, no trator, que semeia o campo. E nesse momento não posso deixar de agradecer a Ágide Meneguette, pois se estamos aqui hoje, e se o Descomplica Rural aconteceu, foi porque o Sistema FAEP puxou o caminho”, refletiu. “Nós todos aqui estamos presenciando e fazendo parte de um novo momento do alimento sustentável do Estado do Paraná”, destacou.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O presidente do Instituto Água e Terra (IAT), Everton Luiz da Costa Souza , compartilhou uma meta que foi estabelecida a ele pelo governador Carlos Massa Júnior. “O IAT tem o compromisso de tratar os licenciamentos ambientais e ações que ajudem o produtor com o maior carinho”, revelou. “O Descomplica Rural foi construído dentro dessa linha, nós nos juntamos no setor produtivo para que pudéssemos conhecer os problemas que afetavam os problemas ambientais e chegamos juntos a esse  a essas melhorias que vão fazer com que a economia do PR cresça”, acrescentou.

Fonte: Faep / Fotos: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui