O padre Rosinei Tonietti tomou posse como novo reitor do Santuário São Miguel Arcanjo em uma cerimônia bastante simples realizada dia 18 de abril de 2020 na sede do santuário em Bandeirantes, com a presença de dom Antonio Braz Benevente, bispo de Jacarezinho. A cerimônia durou pouco menos de 15 minutos.

A leitura do termo de posse do novo reitor e da nomeação do padre Roberto Medeiros como vigário auxiliar aconteceu antes da celebração presidida pelo próprio padre Rosinei. Dom Antonio agradeceu o sim do padre Rosinei, a presença de outros sacerdotes, entregou as chaves do santuário e do sacrário ao novo reitor e o declarou empossado na função.

Não houve abraços, beijos, comemoração e a presença de público, como seria normal para o momento, tudo por conta da quarentena que está impedindo, momentaneamente, todo tipo de aglomeração em qualquer lugar.

Em sua homilia, o padre Rosinei lembrou o Domingo da Misericórdia instituído pelo papa João Paulo II no ano 2000, comemorado este ano no dia 19 de abril. “A misericórdia de Deus visa alcançar a todos, mesmo aqueles que estão distantes das graças”, afirmou.

Ele disse ainda que Cristo quer transformar a existência de cada um de nós como transformou as primeiras comunidades cristãs. “A comunidade que acolhe Cristo sabe partilhar, sabe colocar-se no lugar do outro. Não existe aquele que é mais ou aquele que é menos. Queremos buscar o mesmo Deus”.

No final da celebração, o padre Roberto Medeiros, deu as boas vindas ao novo reitor e disse que o santuário é diferente de uma paróquia. “Aqui, o senhor vai se emocionar muitas vezes por causa da fé dos peregrinos”.

Disse que estava acolhendo o novo reitor, mas que não poderia dar um abraço por causa das regras sanitárias vigentes para impedir a expansão da epidemia do coronavirus. “Nós vamos colaborar naquilo que o senhor precisar”, garantiu.

O padre Rosinei, por sua vez, disse que Santo Antônio da Platina – onde esteve até recentemente – foi uma grande escola e que agora, no santuário, “a gente tem que aprender tudo, mas com a graça de Deus nós vamos vencer”.

Disse ainda que o santuário é uma grande obra, mas que não é uma obra do padre Roberto nem do padre Rosinei. “A obra é de Deus. Deus está na condução de tudo. Vamos deixar Deus nos conduzir”, concluiu.

Especial: Eli Araújo / Foto: Divulgação SSMA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui