Desde o início da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), os 296 agricultores familiares do Programa Terra Forte repassaram 10 mil quilos de produtos rurais a entidades sociais de Apucarana. Nos últimos quatro anos, a iniciativa da Secretaria Municipal da Agricultura destinou um total de 170 toneladas de alimentos do campo diretamente para o enriquecimento da merenda escolar servida nas escolas e centros municipais de educação infantil e entidades sociais como a Casa de Misericórdia “Resgate de Deus”, Lar São Vicente de Paulo, Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Apucarana (Cocap) e Hospital da Providência.

“Neste período de pandemia os agricultores possuem um papel fundamental, que é garantir a produção de alimentos. É um trabalho que não pode parar e por isso parabenizamos e reforçamos o apoio aos nossos pequenos produtores”, assinala o prefeito Júnior da Femac.

Idealizado em 2014 pela gestão Beto Preto visando o incentivo à fruticultura e fertilização do solo em pequenas propriedades rurais através da distribuição de insumos como calcário e fosfato natural, o investimento feito pela prefeitura através do Programa Terra Forte é devolvido pelos produtores rurais a partir da produção. “O retorno do investimento é dado ao município proporcionalmente em frutas, legumes, verduras ou outros produtos rurais que são destinados aos nossos alunos e também às entidades sociais e filantrópicas cadastradas pelo município. É uma iniciativa muito positiva, onde todos ganham”, destaca o prefeito.

O secretário Municipal da Agricultura, José Luiz Porto, enaltece o trabalho da equipe municipal. “Além da parceria com todos os 296 produtores rurais integrantes da iniciativa, que com seu trabalho garantem o sucesso do programa abastecendo nossas instituições de ensino e entidades com produtos de extrema qualidade, agradeço a todos os servidores da Secretaria da Agricultura. Uma equipe valorosa que tem feito um grande trabalho em prol de Apucarana, sobretudo neste período de pandemia”, pontuou Porto.

Outra ação executada ao longo dos últimos 90 dias pela secretaria municipal foi a introdução de “citros” na fruticultura, através do Programa Terra Forte. Além das dez variedades já implantadas, foi realizada a distribuição de mil mudas de limão taiti e mil de tangerina montenegrina. “Para evitar aglomeração, as mudas foram entregues diretamente nas propriedades”, concluiu o secretário. Fonte: Assessoria / Foto: Divulgação PMA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui