O programa Criança Feliz é um programa que foi criado e desenvolvido pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Educação Profissionalizante do município de Andirá. O programa visa acompanhar gestantes e crianças de 0 a 6 anos de idade que tem como objetivo apoiar e acompanhar o desenvolvimento infantil integral na primeira infância e facilitar o acesso da gestante, das crianças na primeira infância e de suas famílias às políticas e aos serviços públicos que necessitam.
O Programa é realizado por meio de visitas domiciliares que buscam devolver ações de forma intersetorial envolvendo as secretarias de saúde, educação, assistência social e cultura, com isso estimulando a responsabilidade dos adultos que são referência para a criança no seu dia-a-dia, que relacionam-se diretamente com ela, estabelecendo os vínculos afetivos mais próximos durante os seus primeiros anos de vida.
Ressaltando também que o baluarte desta ação promove o fortalecimento do papel das famílias no cuidado, na proteção e na educação das crianças na primeira infância e encoraja o desenvolvimento de atividades lúdicas envolvendo outros membros da família.
Outro papel importante do Criança Feliz é reforçar a implementação do Marco Legal da Primeira Infância, Lei 13.257/2016, que ressalta a necessidade da integração de esforços da União, dos estados, dos municípios, das famílias e da sociedade no sentido de promover e defender os direitos das crianças e ampliar as políticas que promovam o desenvolvimento integral da primeira infância.
” Tentamos ao máximo dar dignidade as pessoas, toda nossa secretaria está envolvida diariamente lutando pelo bem estar desde nossas crianças aos nossos idosos. Este programa, Criança Feliz, buscar atender as nossas crianças desde a gestação até os 6 (seis) anos, crianças afastadas do convívio familiar e crianças beneficiadas com o benefício de prestação continuada (BPC), é gratificante saber que podemos com estas ações transformar vidas “. Ressaltou a secretária municipal de Assistência Social e Educação Profissionalizante, Maria Luiza Coletti Podanosqui. Fonte: Assessoria / Foto: Reprodução Facebook.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui